TODOS

Posso vender meu imóvel sem corretor? Saiba Mais!

Posso vender meu imóvel sem corretor?

“Posso vender meu imóvel sem corretor?” Essa é uma pergunta feita frequentemente por proprietários que querem vender seus imóveis por conta própria. 

Para a felicidade e tranquilidade dos donos de imóveis, não há nada, nenhuma lei que impeça negociação direta e sem corretor. O proprietário tem o direito de negociar sua casa, apartamento, sala comercial ou terreno! 

Hoje em dia, com a internet, é cada vez mais fácil e simples negociar um imóvel por contra própria. Basta que o dono do imóvel anuncie em um site de imóveis, receba interessados e faça a visita.

Para ajudar no passo-a-passo, fizemos uma lista para ajudar os proprietários de imóveis que querem vender seu imóvel por conta própria:

Ampla divulgação

Já falamos sobre a importância da internet na divulgação de um imóvel. Por isso, deve-se aproveitar ao máximo as ferramentas disponíveis. Anúncios nos principais portais de imóveis do Brasil são imprescindíveis. E para ir mais longe e receber os interessados certos, recomendamos anúncios muito bem direcionados no Instagram, Facebook e Google.

Mensagens

A etapa de responder um potencial comprador é muito importante. Quando alguém enviar mensagem para marcar visita, é recomendável entrar logo em contato para tirar dúvidas e fazer a visitação. Como não haverá intermediários, o canal de comunicação entre proprietário e interessado será muito mais livre e ágil! Aproveite.

Preço

Como não haverá comissão, o proprietário poderá abaixar o preço original aumentando as chances de encontrar um comprador por um valor justo para ambos os lados

Documentos

É verdade que podem aparecer algumas dúvidas em relação a contratos e documentos mas isso pode ser resolvido facilmente. Aqui temos uma lista com todas as etapas do início ao fim para te ajudar. 

Agora que você já sabe que pode vender seu imóvel sem corretor, queremos nos apresentar. Somos a Primeira Imobiliária Sem Comissão do Brasil e fomos criada para ajudar proprietários que querem um mercado imobiliário mais justo, econômico, humano e tecnológico.

Prazer, Livima